Vital Dias, primeiro baterista do Paralamas do Sucesso, morre aos 55 anos

RIO – Morreu nesta terça-feira, no Rio, o baterista Vital Dias, de 55 anos. Ele foi vítima de um câncer. O músico fez parte da primeira formação dos Paralamas do Sucesso, no começo dos anos 1980, ao lado de Herbert Vianna e Bi Ribeiro.

Os três se conheceram em um curso pré-vestibular, quando decidiram formar a banda, e Vianna sugeriu a Vital e a Bi os instrumentos que cada um tocaria. Quando a banda começou a seguir uma trajetória mais profissional, Vital a deixou, dando lugar a João Barone, que integra o trio até hoje. O músico foi imortalizado com a canção “Vital e sua moto”, que abre o disco “Cinema mudo”, o primeiro dos Paralamas, de 1983.

Após deixar os Paralamas, Vital ainda tocou bateria na banda de heavy metal Sadom, até deixar definitivamente a música, nos anos 1990. Ultimamente, ele morava em Teresópolis e trabalhava como funcionário público.

— Soubemos que ele tinha sido diagnosticado com um câncer muito agressivo no fim do ano passado — lembra Barone. — Já sabíamos que o prognóstico não era bom, mas mesmo assim fomos pegos de surpresa, no meio do ensaio. É muito triste perder um amigo tão novo, um cara tão querido. Ficam as boas lembranças.

Vital Dias deixa viúva, Cristina, e dois filhos.
Foto: Divulgação
Fonte: O Globo

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário