Três casas são desocupadas após deslizamento na Rua Bahia, em Blumenau

Queda de barreira ocorreu próximo à entrada da Rua Água Branca

Um deslizamento de terra na Rua Bahia, em Blumenau, próximo à esquina com a Rua Água Branca, forçou a Defesa Civil a desocupar três residências em situação de risco. Três famílias tiveram que deixar o local.

A queda de barreira ocorreu neste domingo pela manhã e parte de uma casa chegou a cair, o que deixou a situação ainda mais complicada.

No local, há a construção de um muro de contenção financiado por um morador. Conforme a empresa responsável pelo trabalho, já havia problemas na região.

– No local já havia um desbarrancamento de solo e a parte que caiu de barro foi onde não havia muro. A obra vai prosseguir, com alguns ajustes de projeto por conta da situação que ocorreu – Alex Heibert, engenheiro responsável pelos trabalhos.

O geólogo Eloir Maoski explica que a fragilidade do solo foi o que desencadeou o problema por lá:

– Esse tipo material, pelo que constatei, é um regolito, que é uma rocha alterada em processo de transformação em solo. Nesse material existem falhas antigas que formaram uma fragilidade. Devido a isso e a abertura para a obra de construção desse muro causou esse deslizamento pontual e induzido, trazendo avarias às casas – explica o geólogo Eloir Maoski.

As famílias que tiveram que deixar o local preferiram não gravar entrevistas, mas relataram à reportagem que estão tranquilas quanto à possibilidade de retornar às residências.

O secretário interino de Defesa do Cidadão e diretor de Defesa Civil, Adriano da Cunha, diz que o retorno de fato só ocorrerá após uma avaliação minuciosa no local.

– Faremos uma avaliação hoje (nesta segunda-feira) durante o dia nessas três residências para ver as necessidades, quando as famílias poderão retornar, e quais são os critérios que nós vamos usar para que elas possam voltar. A tendência é que com a chuva o problema possa se agravar, por isso a gente já tem uma conversa com a equipe de engenharia contratada pela obra para fazer algumas intervenções e diminuir um pouco esse risco – Adriano da Cunha, diretor de Defesa Civil e secretário interino de Defesa do Cidadão de Blumenau.

Fonte: NSC | Foto: José Alberto Espercot

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário