Temporal deixa propriedades isoladas em Presidente Getúlio

Na manhã desta quarta-feira, dia 13 de junho, os Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio juntamente com os Bombeiros de Ibirama e Indaial, Defesa Civil, Secretaria de Obras e Secretaria de Agricultura, realizaram o trabalho de abertura da Serra Vencida, devido ao temporal que atingiu a localidade de Presidente Getúlio no dia de ontem, 12 de junho.

Segundo informações repassadas ao Portal Misturebas, as equipes estão trabalhando em duas frentes, uma no topo da Serra e a outra no início, para conseguir realizar a desobstrução e a avaliação do percurso, pois as pessoas irão transitar pelo local e precisam ter total segurança.

As equipes irão realizar nesta quinta, a desobstrução do acesso à três propriedades particulares que estão totalmente isoladas, para que assim as pessoas consigam voltar a sua rotina de trabalho.

A Defesa Civil esteve no início da manhã de hoje em algumas propriedades acompanhando os estragos do temporal, onde houve bastante destruição.

Segundo a Defesa Civil, em Presidente Getúlio houve o fenômeno chamado de microexplosão

Na tarde de terça-feira (12/06), no município de Presidente Getulio, ocorreu a formação de uma supercélula, ocasionando fortes rajadas de vento, que resultaram em danos severos na localidade.

Pela avaliação preliminar das imagens de radar e dos danos provocados na localidade, os meteorologistas da Epagri/Ciram definiram o fenômeno como uma microexplosão, com velocidade de ventos estimada em mais de 150 km/h.

Na imagem do radar meteorológico, localizado no município de Lontras/SC, é possível visualizar as áreas nas cores “laranja e vermelho”, que representam a presença das nuvens onde se desenvolveu a microexplosão (Figura 1 – Imagem do radar meteorológico de Lontras no dia 12/06/2018, às 15:45h).

Micro explosões ou tornados estão associados a rajadas de ventos intensos com danos significativos, como corte de árvores e arremesso de objetos.

São fenômenos que em poucos minutos se intensificam e se desfazem, causando grandes estragos e atingindo uma área muito restrita, como bairros dentro de um município.

Enquanto o tornado apresenta ventos extremamente fortes em forma de redemoinho (nuvem funil), na microexplosão os ventos intensos deslocam-se da nuvem em direção ao solo em linha reta, em um corredor de vento (sem redemoinho).

Dessa forma, os estragos em uma área de vegetação serão bem diferenciados, o que permite uma caracterização do fenômeno.

 

Créditos: Alex de Lima

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário