Secretaria da Administração lança Rede de Compradores para uso mais eficiente do dinheiro público

As compras públicas movimentam parte significativa da economia brasileira. Somente em Santa Catarina, os valores pagos a fornecedores em decorrência de processos licitatórios ultrapassaram os R$ 3,5 bilhões em 2018. O que representa cerca de 13% da arrecadação. Pensando em zelar pelos valores e pela qualidade dos gastos com compras feitas pelos setores públicos, a Secretaria da Administração lança de maneira inédita, nesta sexta-feira, 12, a Rede de Compradores, que integra empresas, fornecedores e agentes de licitação de todos os órgãos do Poder Executivo Estadual.

O lançamento será no auditório da Secretaria da Administração no Centro Administrativo do Governo, com apresentação do processo de licitação 100% digital já na Secretaria da Saúde e do portal de Processos Administrativos.

O secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, explica que a iniciativa atende aos pilares de transparência, integridade, eficiência e governança que vêm sendo defendidos pelo Governo do Estado. “A atuação integrada e em rede favorece tanto a agilidade como a qualidade nos processos de compras, evitando equívocos e promovendo a transparente concorrência pública“.

A ideia é promover a difusão de informações e experiências em prol do aprimoramento das compras públicas e da qualidade do gasto.“Nossa intenção é ter uma rede totalmente colaborativa, uniformizando procedimentos, definindo planos de capacitação, compartilhando boas práticas, construindo métodos inovadores de contratação e avaliando áreas de intercâmbio que possam potencializar os resultados das compras públicas em Santa Catarina“, disse a diretora de Gestão de Materiais e Serviços da Secretaria da Administração, Karen Bayestorff.

Outros benefícios que podem ser conquistados com a Rede de Compradores são a consolidação e a padronização de indicadores de compras, a capacitação dos membros da rede, a redução de gastos, criação de fóruns de discussão para melhoria de sistemas e normas e promoção da accountability, além do intercâmbio com órgãos de controle e sociedade civil organizada.

 

Fonte: Governo de SC | Foto: Krislei Oechsler/SEA

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário