Santa Catarina fecha julho com saldo negativo na geração de empregos

Santa Catarina registou saldo negativo na geração de empregos formais, com carteira assinada em julho.

Foram -183 postos de trabalhos de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira, dia 23, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Apesar do saldo, no acumulado do ano o estado soma 25.833 vagas criadas.

SETORES

Os setores que mais geraram emprego no estado em julho foram: Serviços (1.384), Serviços Industriais de Utilidade Pública (218) e Construção Civil (60).

Os que mais demitiram foram: Indústria da Transformação (-1.593), Administração Pública (-133) e Comércio (-96).

PANORAMA ESTADUAL

As cidades que mais geraram emprego em julho foram:

Joinville, que registrou saldo negativo apenas em junho, reflexo da greve dos caminhoneiros ocorrida em maio, vem demonstrando um bom saldo desde o início do ano:

  • Janeiro (1.320)
  • Fevereiro (1.673)
  • Março (744)
  • Abril (1.270)
  • Maio (47)
  • Junho (-127)
  • Julho (507)

São José também se destacou no mês passado com a geração de 292 novos postos.

E Criciúma, terceira cidade que mais gerou empregos no mês passado, somando 232 vagas.

Entre as cidades que registraram saldo negativo na geração de empregos, estão:

  • Chapecó (-515)
  • Blumenau (-247)
  • Lages (-225)
  • Indaial (-190)
  • Concórdia (-173)

CAPITAL: Em julho, Florianópolis apresentou saldo positivo novamente. Até então, o saldo era favorável apenas em janeiro (818).

Nos outros meses, acumula saldo negativo:

  • Fevereiro (-1.031)
  • Março (-1.032)
  • Abril (-80)
  • Maio (-281)
  • Junho (-183)
  • Julho (172)

 

Fonte: Noticenter | Foto: Ilustrativa

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário