Receita e PF apreendem carga de cocaína no porto de Navegantes

Uma operação conjunta da Receita e da Polícia Federal localizou na manhã desta terça-feira, dia 2 de abril, um carregamento de cocaína na Portonave, em Navegantes. A droga, dividida em tabletes, estava escondida em uma carga de pedras de ardósia.

A apreensão não havia sido concluída até o final da manhã, e o carregamento ainda está sendo pesado – é possível que chegue perto de uma tonelada, segundo informações extraoficiais.

Foram interceptados seis contêineres, e há drogas em pelo menos um deles. O destino da carga era um porto na Bélgica.

A droga foi descoberta por meio das análises de risco, que são feitas pela Receita e pela Polícia Federal. A avaliação leva em conta características da carga, documentação, e identificação do importador e do exportador.

Este é o primeiro carregamento de drogas localizado no Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes em 2019.

A última apreensão ocorreu em outubro do ano passado, quando 449 quilos de cocaína foram localizados em meio a uma carga de cascas de amendoim, que partiria de Navegantes em direção ao porto de Antuérpia, também na Bélgica.

O delegado Thiago Giavarotti, da Polícia Federal de Itajaí, explica que a Bélgica é um hub de navegação marítima, por isso recebe muitos navios que depois se distribuem por outros países europeus. A carga apreendida nesta terça, no entanto, tinha importadores belgas – o que significa que era seu destino final.

As apreensões de drogas no Complexo Portuário reduziram desde 2016, quando foram interceptados cinco carregamentos nos portos de Itajaí e Navegantes. Em 2017 foram dois e, no ano passado, apenas uma ocorrência.

As quadrilhas costumam atuar em diversos portos no Brasil, para tentar driblar a fiscalização. A tendência é que, conforme os carregamentos são descobertos, as cargas migrem para outros terminais.

Fonte: NSC | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário