Projeto Vale Muito – Maravilhas do Vale Europeu começa a ser aplicado nas escolas de Timbó

Natureza praticamente intocada. Cachoeiras, lagos, grutas, montanhas e um toque europeu na cultura. Esses são apenas alguns dos atrativos que podem ser encontrados nas 12 cidades do Médio Vale do Itajaí e que serão divulgados em diferentes ações promovidas pelo Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI). A iniciativa faz parte do projeto Vale Muito – Maravilhas do Vale Europeu.

A entidade reúne os municípios de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Botuverá, Doutor Pedrinho, Guabiruba, Indaial, Luiz Alves, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó. Todas essas cidades são destinos perfeitos para quem quer desconectar, descansar e apreciar uma boa comida. Os municípios oferecem também opções para quem é apaixonado por atividades junto à natureza e esportes radicais. “A ideia do Projeto é apresentar todos os atrativos, belezas e culturas presentes no Médio Vale. Queremos educar e conscientizar a comunidade, para que atuem como multiplicadores, colaborando na fomentação do turismo em nossa região”, avalia a Gestora de serviços da Cultura, Esporte e Turismo do CIMVI, Arlete Regilene Scoz.

Para isso, o CIMVI irá trabalhar diretamente com as escolas, começando por Timbó, neste mês de setembro. O foco serão os alunos do 4º e 5º ano. Além das palestras, os estudantes vão participar de um concurso com o tema “Meu Atrativo Preferido”, onde deverão criar um desenho e uma frase de incentivo ao turismo. Os melhores desenhos escolhidos pelas escolas ficarão expostos e, no próximo ano, o desenho e a frase escolhidos de cada cidade participarão do final do projeto do concurso entre todos os eleitos em cada município. O grande vencedor ganhará um tour turístico na região com a família, além de ilustrar o livro do CIMVI que deve ser lançado em 2020.

O Projeto Vale Muito – Maravilhas do Vale Europeu não contempla apenas os alunos, mas também tem como objetivo a sensibilização do próprio núcleo escolar através de professores que atuarão como multiplicadores de informação. Eles irão receber um material de apoio e plano de aula para dar continuidade ao projeto incluindo o tema em suas disciplinas. Até o final do ano, o projeto vai ser aplicado em Timbó, e em 2019 as demais cidades que fazem parte do CIMVI serão contempladas.

 

Fonte: Oficina das Palavras

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário