Programa “Adote uma praça” visa preservar espaços públicos de Indaial em parceria com a comunidade

Praças e espaços públicos são, por excelência, espaços de convivência e, em muitos casos, marcos simbólicos de uma cidade. Para preservar e ampliar esses espaços no município e tornar Indaial ainda mais bela, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Urbanização e Meio Ambiente, está estabelecendo parcerias com a comunidade por meio do programa “Adote uma praça”.

Praças, jardins, canteiros públicos e áreas verdes de Indaial podem ser adotados por pessoas jurídicas (comércios, indústrias, prestadores de serviço), associações de bairros, escolas e entidades de classe. “Esse programa também visa incentivar a ocupação e utilização das praças pela população através de melhorias paisagísticas e instalação de equipamentos que proporcionem funcionalidade aos espaços”, explica o secretário da pasta, Jonas Lima.

Por meio do Termo de Cooperação, a Secretaria e a instituição interessada firmam a parceria determinando o local, duração da adoção, bem como direitos e deveres. Os espaços serão acompanhados pela Secretaria por meio de avaliação técnica, em que são verificados critérios como roçada, capina, jardinagem (quando houver), limpeza de resíduos e aspectos gerais do local adotado. Quem firmar parceria terá autorização de expor sua marca em placa no local adotado com orientação da Secretaria.

O primeiro espaço adotado já foi adotado e trata-se da Praça Pedro J. Heinsen, localizada na rua Marechal Floriano Peixoto, esquina com a rua Frederico Hardt, no Centro, numa ação conjunta entre as Imobiliárias Lider e Rumo e a Roka Engenharia.

Quem tiver interesse deve entrar em contato com a Secretaria pessoalmente na Avenida Carlos Schroeder, 815, Nações, de segunda a sexta, das 8h às 12h, ou ligar para o número 3333-4520.

Modalidades

O interessado pode ingressar no programa de acordo com a sua possibilidade. Há as modalidades de responsabilidade total, parcial e de manutenção.

No caso da responsabilidade total, o adotante assume o custo de realizações de melhorias e manutenção integral da área e seus equipamentos, inclusive com fornecimento de mão de obra, material e insumos. Na responsabilidade parcial, por sua vez, o adotante responsabiliza-se pelos custos de implantação e recuperação de melhorias por meio de patrocínio, e os encargos de manutenção continuam com o Poder Executivo. Já na responsabilidade de manutenção, o adotante assume a manutenção da área, incluindo fornecimento de mão de obra e insumos, mas não custeia implantação de melhorias.

Fonte: Imprensa de Indaial | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário