Prefeitura de Rio do Sul lança Plano de Desenvolvimento Econômico na próxima semana

Objetivo é identificar os setores que mais produzem no município

A Secretaria Desenvolvimento Econômico (Sedec)  da Prefeitura de Rio do Sul irá lançar o Plano de Desenvolvimento Econômico Municipal (Pedem) no dia 6 de agosto, às 19h, no bloco G da Unidavi.

O objetivo é identificar os setores que mais produzem no município. Além de alinhar práticas que estimulem o desenvolvimento da economia local. Foram feitos encontros mensais nos últimos 10 meses com cada um dos cinco eixos empresariais.

Os eixos foram definidos de acordo com o relatório de índices econômicos do Sebrae.

O Rio do Sul em Números reúne dados estatísticos referentes à população, empregabilidade, índice de desenvolvimento humano (IDH) e, ainda, comparativos com outros municípios de mesmo porte.

Sendo definidos em: tecnologia de informação e comunicação; agroalimentar; têxtil; comércio e metal mecânico.

Essa é uma das 34 ações do programa Cidade Empreendedora, que busca criar ambiente propício de negócios.

Paulo Fiamoncini,  secretário de Desenvolvimento Econômico, destaca que:

“O poder público criou o Pedem em parceria com o SEBRAE, mas de agora em diante é fundamental o protagonismo dos empresários. O serviço tem que ter continuidade independente da mudança de gestão municipal. Para isso é fundamental que as categorias trabalhistas rio-sulenses estejam bem alinhadas. Isso traz mais segurança, possibilita a geração de novos negócios e aprimora a rede de negócios e networking”.

CASA DO EMPREENDEDOR

A cerimônia de lançamento do irá contar com a presença do empresário Arthur Igreja. Ele irá falat sobre o profissional do futuro, que abordará técnicas de inovação.

Fiamoncini adianta também que está em fase final de estruturação, a Casa do Empreendedor, com previsão para ser inaugurada ainda no segundo semestre de 2018:

“Neste novo local iremos realizar abertura de empresas, capacitações gratuitas, qualificação e treinamentos exclusivos. Com isso, o poder público se aproxima da classe produtiva, pois queremos aumentar o volume das compras públicas locais. Fazer com que o empresário venda mais para a Prefeitura, o que irá refletir no desenvolvimento da cidade”.

Fonte: Noticenter | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário