Prefeitura de Gaspar quer construir parque náutico às margens da Jorge Lacerda

A prefeitura de Gaspar vai abrir no dia 22 de fevereiro os envelopes com as propostas das empresas interessadas em elaborar o projeto arquitetônico e de engenharia de um parque náutico para a cidade. A ideia do município é construir a estrutura em uma área de 15,7 mil metros quadrados na cabeceira da Ponte do Vale, às margens da Rodovia Jorge Lacerda. A licitação, lançada na última semana, é na modalidade menor preço. O valor estimado para a confecção do documento é de R$ 244,1 mil.

A proposta inicial contempla uma ampla área de lazer, com bosque, pistas para ciclistas, playground, equipamentos de ginástica, pergolado, atracadouro para pequenas embarcações e uma arquibancada para contemplação do Rio Itajaí-Açu. Outra ideia é construir uma réplica de um barco utilizado na época da colonização, que seria utilizado em aulas temáticas sobre a história da cidade. O projeto também inclui uma passarela que cruzaria a Rodovia Jorge Lacerda, ligando o parque ao ginásio João dos Santos.

O prefeito Kleber Wan-Dall prefere não cravar prazos, mas admite esperar que esta etapa do processo seja concluída entre 45 e 60 dias. Depois disso, a prefeitura lançará outra licitação, para selecionar a empresa que ficará responsável pela obra em si. O valor total do investimento ainda será apontado pelo projeto. O município, segundo Wan-Dall, vai bancar o custo. Já dispõe de uma verba de R$ 1,5 milhão do Ministério do Turismo e outro montante de R$ 5 milhões, fruto da linha de crédito Finisa, da Caixa Econômica Federal.

Se nada atrapalhar, as obras podem começar ainda neste ano, no segundo semestre, estima o prefeito. Ele não descarta, depois que o parque estiver pronto, a possibilidade de fazer uma concessão para a iniciativa privada, que ficaria responsável pela manutenção do espaço e poderia explorar espaços comerciais.

Aliás

Além do parque náutico, a prefeitura de Gaspar tem projeto para outro parque municipal, cujo local ainda está sendo definido, e também para a construção de um mirante.

 

Fonte: nsc/Por Pedro Machado | Foto: Reprodução

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário