Parceria entre UHE Salto Pilão e municípios de Apiúna, Ibirama, Lontras e Rio do Sul, beneficia população

Com um volume estimado em 160.000 m3, o material rochoso de excelente qualidade oriundo das escavações das obras de edificação da UHE Salto Pilão foram doados pelo CESAP – Consórcio Empresarial Salto Pilão às prefeituras de Apiúna, Ibirama, Lontras e Rio do Sul.

Do total de 160.000m³ doados pelo CESAP, até o último mês (outubro) as prefeituras já efetuaram a remoção de aproximadamente 80.000m³. A conclusão da remoção do material está previsto para julho do próximo ano.

De acordo com informações do CESAP, o material rochoso disponibilizado está avaliado em aproximadamente R$ 8 milhões e vem sendo aplicado em obras de infraestrutura, como saneamento básico e calçamento de ruas, e representa uma importante economia para os municípios.

No caso do município de Lontras, o material, até agora retirado, do bota fora pelo município de equivale a mais de 2.000 caminhões basculantes, o que resulta em mais de 20.000 m3 o que em uma simulação geraria uma economia aos cofres públicos se fosse adquirido em torno de R$ 700.000,00 sem contar o transporte e carregamento feito pela prefeitura e nos programas municipais para agricultores e empresas por equipamentos particulares.

Segundo o Prefeito Marcionei Hillesheim, entre as principais obras, podemos citar: “as elevações da Estrada Piava, Afonso Rauh, Augusto Wolf, Divino Mozer. Contenção da Rua do Autódromo em virtude do desbarrancamento as margens do Rio Itajaí Açu”. Os Programas de incentivo aos Agricultores e Empresas constituídas na cidade que, como forma de incentivo, são aprovados os benéficos via Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Desenvolvimento Rural.

Há ainda ruas que foram realizadas obras de base, drenagem, contenção e calcadas, com destaque para continuação da pavimentação da Rua Paschoal Conte e Franscisco Borgonovo.

Além de ganhos econômicos, o aproveitamento do material rochoso evita que outras áreas naturais sejam exploradas para retirada de material com estas características. Também neste contexto, a área de aproximadamente quatro hectares utilizada atualmente para depósito deste material, na localidade de Atafona (Lontras), será totalmente recuperada pelo CESAP com o plantio de árvores nativas, após a retirada total do material rochoso, em cumprimento ao compromisso assumido pelo empreendimento junto ao Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina – IMA.

O processo de doação do material rochoso do Bota-Fora na localidade de Atafona (Lontras), foi promovido pelo CESAP através de celebração de um Termo de Cooperação firmado com os municípios de Apiúna, Ibirama, Lontras e Rio do Sul com a anuência do DNPM -Departamento Nacional de Produção Mineral (Superintendência de Florianópolis), que é o órgão responsável na região pelo licenciamento e controle dos Direitos Minerários.

“Este é um exemplo de Parceria Público Privada com benefícios para a região e que somente foi possível em função do diálogo construído entre o CESAP e as prefeituras, além do apoio do DNPM em cumprimento a todas as exigências legais necessárias”, destaca Luís Cláudio Ribeiro, Gerente do Consórcio.

 

Fonte: Prefeitura de Lontras

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário