No primeiro mês de atividade, Casa do Empreendedor realiza cerca de 250 atendimentos, em Rio do Sul

A Casa do Empreendedor Osni Sens, de Rio do Sul, completa um mês de funcionamento. A demanda de atendimento é crescente e a proposta é desburocratizar a abertura de novos negócios na Capital do Alto Vale. O espaço coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) tem apoio do Sebrae, por meio do programa Cidade Empreendedora.

O local mantém um calendário de eventos de capacitação, consultoria e orientação para empresários e profissionais liberais. “A proposta é dar celeridade nos trâmites legais para abertura de empresas. E também uma oportunidade de assessorar empreendedores, reciclar e aprimorar o cenário econômico rio-sulense”, diz o secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo José Fiamoncini.

“Esta é uma forma de incentivar e dar respaldo para o empreendedor que queira investir e inovar. Dessa forma facilita-se a criação de empregos na cidade”, pontua o prefeito José Thomé. O nome da Casa do Empreendedor homenageia o empresário Osni Sens, falecido neste ano e tido como referência no empreendedorismo de Santa Catarina. Sens foi presidente de entidades como a Associação Empresarial de Rio do Sul e Fusavi.

Números

No primeiro mês de atendimentos houve:

  • – 253 atendimentos gerais.
  • – 109 atendimentos para orientação, consulta de viabilidade e formalização de novos negócios.
  • – Organização de quatro eventos de capacitação para cerca de 100 participantes.

 

Fonte: Imprensa de Rio do Sul | Foto: Clóvis Cuco

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário