Museu do Imigrante recebe exposição sobre os 30 anos da Thapyoka em Timbó

Localizada desde 1988 bem no coração da cidade de Timbó, como parte integrante do Complexo Turístico Jardim do Imigrante, a Thapyoka Restaurante e Choperia, Bar e Boate, completa no mês de junho 30 anos de atuação.

Para comemorar as três décadas de grandes momentos de um dos mais tradicionais pontos de eventos do Vale do Itajaí, o Museu do Imigrante recebe a partir deste sábado, dia 09, a exposição “Thapyoka, 30 anos de história”.

Fotos de alguns dos grandes momentos da boate e da choperia, bem como equipamentos antigos e outros artigos que ajudam a remontar a trajetória da Thapyoka em Timbó fazem parte da exposição.

“Estarão expostos itens que compõem a história do local, desde o surgimento da boate, sensação no início da década de 1990, à choperia que é referência na região, procurada por turistas o ano todo”, explicou Jorge Ferreira, presidente da Fundação Cultural de Timbó.

De acordo com Ferreira, esta é uma data especial também para o município, já que a Thapyoka acompanhou o desenvolvimento econômico de Timbó, além de preservar a memória da cidade, em edifícios históricos.

A exposição “Thapyoka, 30 anos de história” ficará aberta para visitação até dia 1º de julho, e os ingressos irão custar R$ 2,00.

O Museu do Imigrante está localizado na Avenida Getúlio Vargas, 211,Centro, Timbó, e o horário de atendimento é de terça a domingo, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Mais informações no telefone: (47) 3382-9458, ou no e-mail: museudoimigrante@culturatimbo.com.br

A Thapyoka

Criada em 1988, a Thapyoka nasceu como bar e boate no antigo prédio da fecularia dos Lorenz, responsável por parte do desenvolvimento de Timbó.

Ainda jovem, a casa é uma sensação no Vale do Itajaí, sendo conhecida pela sua badalação e grandes atrações que a faziam encher de assíduos frequentadores e turistas em noite de grandes shows e festas.

Em 1998, dez anos depois do surgimento, começam os trabalhos para a ocupação do outro prédio pertencente ao antigo complexo dos Germer, então de propriedade da empresa Papelão Timbó.

A casa enxaimel ganha novos ares e a represa, utilizada nos tempos antigos para o controle das águas e a movimentação da atafona, ganha também uma ponte interligando os dois espaços, sendo inaugurada em 2000.

Consolidada como um importante centro de encontros e gastronômicos, bem como marco de um novo ponto turístico de Timbó e do Vale, a Thapyoka volta a ousar em 2014, quando vence o processo licitatório de exploração do espaço da antiga Expresso, o prédio do Biergarten na Praça Hercílio Luz, em Blumenau.

Lá, a Thapyoka abre sua filial, dando nova vida a um dos pontos históricos mais importantes da cidade-jardim.

Fonte: Prefeitura de Timbó/Daiane de Souza/Colaboração: André Luiz Bonomini | Arte: Divulgação/PMT

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário