MP e Procon se reúnem com a Celesc nesta quinta para tratar do aumento na conta de luz

Representantes do Ministério Público (MP), Procon Estadual e Procon de Florianópolis se reunirão nesta quinta-feira, 7 de fevereiro, com a Celesc para conversar sobre o aumento excessivo na conta de luz dos últimos meses em Santa Catarina.

O encontro será às 14h na Casa do Barão, Centro da Capital, e deve decidir as próximas ações que serão tomadas após a instauração do inquérito civil para analisar as supostas irregularidades.

A expectativa é que durante a reunião o Procon apresente os dados coletados na última semana, quando o Ministério Público sugeriu que fossem investigados os 10 casos mais discrepantes de cada região do Estado.

Nesta quarta-feira, por exemplo, alguns fiscais ainda visitavam residências em Joinville, enquanto em outras cidades a inspeção ocorreu na semana passada.

A Celesc deverá justificar novamente sobre a suposta cobrança abusiva nas faturas de energia elétrica, já que centenas de pessoas registraram reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.

A companhia tem afirmado publicamente que não houve cobrança adicional ou erro no processamento, e que o aumento se deve ao maior consumo de energia registrado nos últimos meses em períodos de temperatura elevada.

O encontro será conduzido por Marcelo Brito de Araújo, promotor de Justiça do Ministério Público, e por Greicia Malheiros da Rosa Souza, promotora de Justiça que coordena o Centro de Apoio Operacional do Consumidor.

Comissão na Câmara de Florianópolis

Paralelamente à ação civil pública do Ministério Público, o aumento excessivo nas contas de energia elétrica da Capital será investigado pela Câmara de Florianópolis.

Os vereadores aprovaram nesta quarta-feira com 22 votos a criação de uma Comissão Parlamentar Especial (CPE) para investigar supostas irregularidades nas faturas de luz e as constantes quedas de energia que ocorrem no município.

Fonte: nsc/Por Gabriel Lima | Foto: Ilustrativa

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário