Modelo de SC será levado para outros Estados, diz secretário nacional de Segurança

Em passagem por Santa Catarina na quarta-feira, o secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, anunciou que pretende levar a outros Estados inovações observadas no gerenciamento da segurança da polícia catarinense.

Theophilo elogiou a informatização do atendimento de ocorrências pela Polícia Militar, o PMSC Mobile, e destacou a aproximação dos órgãos de segurança catarinenses com o Tribunal de Justiça. Foi por meio de um acordo com o TJ-SC que a PM obteve verba e abriu licitação para a compra de 1.940 câmeras que serão fixadas nos uniformes dos policiais nas abordagens.

Estou impressionado com o que vi. A rapidez e agilidade com que os processos são desencadeados. As novas ideias, as inovações e a integração com o Tribunal de Justiça e outros órgãos de segurança pública. Modelo esse que eu pretendo replicar em todo o Brasil — destacou Theophilo.

O secretário nacional pediu o apoio da cúpula da segurança pública catarinense para que possa esclarecer dúvidas de outros secretários do país sobre a implantação dos projetos.

É um modelo exitoso, que está dando certo. Tenho certeza que, se for aplicado em outros Estados, também vai dar certo. E não é de altíssimo custo. É perfeitamente viável, sai mais barato do que pedir o emprego da Força Nacional de Segurança Pública — aponta.

O secretário ainda destacou as medidas planejadas pelo governo federal no combate à violência no país, como o Plano Nacional de Redução de Homicídios, que tem objetivo de reduzir em 3,5% as ocorrências, e a ampliação do Banco Nacional de Perfis Genéticos.

Isto é muito importante na resolubilidade dos crimes. Saber fazer a análise da cena do crime e chegar a um resultado para que o crime não compense. Porque hoje o crime compensa pelo baixo índice de resolubilidade que nós temos — manifestou.

Coronel destaca apoio para liberação de verba

A visita do secretário nacional aos órgãos de segurança de Santa Catarina também foi pautada pela expectativa de apoio financeiro para a execução de projetos em SC. O presidente do Conselho Superior de Segurança do Estado, coronel Araújo Gomes, diz que a conversa garantiu avanços à ampliação do sistema de comunicação integrada das forças de segurança do Estado com a Polícia Rodoviária Federal.

Trata-se de um modelo digital de comunicação, mais moderno do que o tradicional sistema de rádio. Santa Catarina conta com o recebimento de uma verba de pelo menos R$ 10 milhões do governo federal para investir no novo projeto.

Há um recurso para ser liberado que vai proporcionar que o novo projeto de integração de comunicação com a Polícia Rodoviária Federal seja interiorizado. Já está em condições de operar nos próximos meses na região da Grande Florianópolis e do Vale do Itapocu. Com esse novo aporte, deve ser levado às regiões do interior de Santa Catarina — afirma Araújo Gomes.

 

Fonte: nsc/Por Roelton Maciel | Foto: Roelton Maciel

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário