Marina Itajaí inicia ampliação e vai gerar 100 vagas de emprego

A Marina Itajaí começa a entregar em dezembro a primeira ampliação, com previsão de 30% mais vagas na água e em uma área específica para serviços náuticos, como reparos. A expectativa é que a inclusão de novos serviços abra espaço para 100 novas vagas de emprego, diretas e indiretas.

As obras começaram em outubro, e fazem parte do projeto de expansão gradativa previsto no contrato entre a Viseu, empresa responsável pela instalação e exploração da marina, e o Porto de Itajaí, que é o proprietário da área. A marina foi construída por meio de parceria público-privada, que prevê que os investimentos sejam incorporados ao patrimônio público ao fim do período de concessão. São 25 anos, prorrogáveis pelo mesmo período.

Manuel Carlos Maia de Oliveira, diretor da Marina Itajaí, diz que o mercado dá sinais de reaquecimento, e a ampliação de vagas e serviços deve aproveitar esse momento. Hoje, as 150 vagas têm uma média de 80% de ocupação durante o ano _ no verão, com a chegada dos turistas, ela aumenta.

A primeira etapa a ser concluída é da área de reparos. Mesmo em período de retração, esse tipo de serviço tem procura crescente em Itajaí. Só este ano, 100 embarcações foram içadas na marina para receberem algum tipo de reparo. A lista de espera, para o verão, chega a 30 dias.

Nas próximas semanas serão instalados 12 contêineres, de 20 e 40 pés, na área próxima aos hangares, onde estão as vagas secas abrigadas, e ao cais, local de embarque e desembarque de passageiros. Serão oferecidos ali serviços como limpeza interna de embarcações, manutenção de motores, hidráulica e elétrica, limpeza e pintura de casco.

Mesmo antes da instalação, 90% dos espaços de serviços já foram alugados _ o que faz a direção pensar em uma ampliação já no ano que vem. O pátio também será reforçado para possibilitar operações simultâneas de içamento de embarcação

Já as vagas molhadas estão em fase de instalação de pilares. O píer flutuante, que fica pronta no ano que vem, terá 42 novas vagas para embarcações com até 30 metros de comprimento. O que possibilita a atracação de veleiros, iates e escunas.

 

Fonte: NSC | Foto: Acioni Cassaniga

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário