Lions Clube de Gaspar celebra 57 anos de história

“Que tal se os homens que têm sucesso, devido à sua energia, inteligência e ambição, usassem seus talentos para melhorar as comunidades?”. A frase, dita por Melvin Jones, criador da Associação Internacional de Lions Clubes, resume o trabalho realizado por uma das maiores entidades do mundo nas últimas dez décadas.

No dia 27 de outubro, o Lions Clube de Gaspar completou 57 anos e sua fundação foi comemorada com a visita do governador do Distrito LD-5, Valdir Reis. Junto com os demais dirigentes leonísticos, a assembleia festiva homenageou, no Restaurante Raul’s, pessoas que contribuem e se dedicam à comunidade gasparense. Dois destaques da noite foram Evaristo e Dilsa Spengler.

Diante de tantas realizações positivas, o atual presidente da entidade, Eduardo Joaquim Mendonça, afirma que fazer parte dessa história é gratificante. “Me sinto honrado. A cada ação colocada em prática, uma nova página é escrita. Integrar o Lions significa se doar, ter vontade de ajudar o próximo e fazer tudo de coração. Gaspar conta com uma equipe empenhada e bondosa. É um orgulho dizer que o futuro está sendo projetado com ainda mais força de vontade”.

Ele ressalta algumas das intervenções feitas anualmente. “A gente organiza eventos para arrecadar dinheiro todo ano. Em 2018, fizemos um pedágio e um carreteiro. Com o valor que recebemos, conseguimos trabalhar questões importantes como os exames preventivos de visão e pressão, por exemplo. Também fazemos visitas em hospitais, ajudamos famílias carentes com cestas básicas, realizamos atividades nas escolas e muitas campanhas”, conta Eduardo.

Esposa do presidente, Bernadete Schmitt de Mendonça também integra o grupo. Ela comenta sobre os objetivos do Lions. “Nossos serviços se baseiam em cinco verbos: criar, promover, interessar, unir e encorajar. Claro, sempre ligados à ações que sejam benéficas à sociedade. Desejamos, juntos, que nossa cidade cresça mais forte e com cada vez menos problemas. Para isso, trabalhamos duro e já estamos colhendo o que plantamos ao longos de todos esses anos”.

Lacre Solidário

Uma das ações mais conhecidas do Lions é o ‘Lacre Solidário’. Anualmente, a entidade recolhe lacres, os vende e adquire cadeiras de rodas e de banho, muletas, andadores e camas hospitalares. Os materiais são emprestados para pessoas necessitadas e que, sozinhas, não teriam condições financeiras. Assim que os utensílios deixarem de ser usados, são encaminhados para outras que precisam e, assim, ajuda grande parte da população.

Mesa diretora

A gestão 2018 – 2019, do Lions Clube de Gaspar, conta como presidente Eduardo Joaquim Mendonça, primeiro vice-presidente Michel Marcelo Longo; segundo vice-presidente Raul Schiller; secretária Juliana Woeffer; tesoureira Maria Jacira Demmer; diretora social Gisele Maba; segundo diretor social Paulo Roberto de Oliveira; diretor animador Patrick Sperafico de Andrade; e a assessora de sócios Maria Teresa Papp.

Fundadores

Em Gaspar, a entidade foi fundada no ano de 1961 por Antônio Braz Schmitz, Dagobert Guenther, Dorval Rodolfo Pamplona, Glauco Beduschi, Helmuth Becker, Ingo Scharf, Jayme Beduschi, João dos Santos, Julio Schramm, Lodemar Fritsche, Mario Wanzuita, Noeberto Willy Schossland, Oscar Daniel Schmitt, Paulo Wehmuth, Roi Edwin Schmalz, Roland Schonfelder, Silvio Paulo Schmitt, Tarcisio Deschamps, Valmor Beduschi, Vicente Pascoal Schmitz e Vitor Kock.

 

Fonte: Cruzeiro do Vale

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário