Limpezas e podas de árvores serão realizadas após análise biológica, em Blumenau

De acordo com a Prefeitura de Blumenau, nos últimos dias os técnicos da Gerência de Recursos Naturais da Faema – Fundação Municipal do Meio Ambiente vêm fazendo análises técnicas de árvores localizadas na região central da cidade, especialmente nas ruas:

  • Sete de Setembro
  • Nereu Ramos
  • João Pessoa
  • Alameda Rio Branco
  • Avenida Beira-Rio

O levantamento foi concluído nesta quarta-feira, dia 29, e a partir da quinta-feira, dia 30, serão feitas limpeza e podas de exemplares que necessitam de manutenção para o prolongamento de sua vida, e possível corte de árvores que perderam sua função ambiental e encontram-se mortas ou com sérios problemas com pragas.

A medida é necessária pois muitas árvores sofrem há anos com o ataque de fungos e outros parasitas, bem como por ação de vândalos ou podas mal realizadas, o que diminui consideravelmente o tempo de vida das espécies.

O biólogo Arnor Bublitz Filho explica:

“O ciclo de vida de uma árvore varia de acordo com a espécie e o ambiente onde ela se encontra. Em ambientes urbanos este ciclo de vida é bem mais curto do que em ambientes naturais devido às condições ambientais as quais está exposta. Os solos em ambientes urbanos são compactados, o que dificulta o desenvolvimento das raízes e a obtenção de nutrientes e água. Além desses fatores, temos os danos causados por vândalos, ataques de fitoparasitas. Em alguns casos estes problemas podem ser corrigidos com manutenções periódicas, e em outros é necessário a substituição por uma nova muda, de preferência de espécie nativa”.

A identificação das árvores que precisam ser substituídas é sempre precedida de análise técnica biológica, além dos servidores da Faema que acompanham todo o serviço posterior de poda, limpeza ou supressão de árvores localizadas em áreas públicas, de forma a garantir que o serviço seja ambientalmente adequado.

O presidente da fundação, Éder Antônio Boron, destaca:

“Para garantir o direito do cidadão ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, a Faema priorizará a manutenção dos espaços destinados à arborização urbana com o replantio de mudas de espécies nativas da região, como forma de promover o manejo e a substituição dos exemplares retirados”.

 

Fonte: Jornal de Blumenau

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário