Levantamento do IBGE aponta que Blumenau é a cidade do Sul com mais moradores em áreas de risco

Um levantamento inédito feito pelo IBGE e divulgado nesta quinta-feira em parceria com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) analisou áreas de risco em 872 cidades do Brasil e colocou Blumenau na parte de cima do ranking.

A cidade lidera na região Sul a lista de municípios com mais pessoas em áreas sujeitas a desastres naturais e fica na 17ª posição em nível nacional.

Os dados são de 2010 mas foram computados e divulgados só agora, e revelam que na época 25% dos moradores de Blumenau viviam em locais com risco de deslizamentos, alagamentos ou outros desastres naturais.

O percentual representa 78,3 mil pessoas das 309 mil que moravam em Blumenau em 2010 conforme o Censo.

Em nível nacional, Salvador era o município no topo da lista, com mais de 1,2 milhão de pessoas em áreas de risco.

Conforme o levantamento, em 2010 a população em áreas de risco nos 872 municípios brasileiros monitorados pelo Cemaden chegava a 8.270.127 habitantes e 2.471.349 domicílios.

Cerca de 17,8% das pessoas que viviam nas áreas de risco desses municípios eram idosos ou crianças, os grupos etários mais vulneráveis.

Os números – que devem ser atualizados no Censo de 2020 – devem subsidiar ações de monitoramento e alertas nas regiões mapeadas.

Na região Sul, Blumenau é seguida no ranking por Pelotas (RS) e Criciúma. No Vale do Itajaí, Gaspar é a 11ª com 13,5 mil pessoas morando em áreas de risco.

Fonte: JSC | Foto: Marco Favero

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário