Itajaí fará empréstimo para cobrir obras de saneamento

A prefeitura de Itajaí fará um empréstimo de R$ 31 milhões junto à Caixa Econômica Federal para obras de saneamento. O endividamento foi autorizado em votação de urgência pela Câmara de Vereadores, em sessão extraordinária.

A aprovação causou polêmica no Legislativo, já que em agosto o Serviço Municipal de Água e Saneamento (Semasa) repassou à prefeitura R$ 35 milhões de “sobra de caixa”.

O município requisitou a verba para cobrir gastos com varrição, que saíram dos cofres da prefeitura entre 2014 e 2016.

Antes disso, o município já havia solicitado transferência de R$ 24 milhões para cobrir despesas. Mas o repasse, na época, foi barrado pela Justiça.

Vereadores da oposição alegam que o Semasa abriu mão de recursos, e agora faz um empréstimo que não seria necessário se tivesse mantido os R$ 35 milhões de “sobra”.

O diretor-geral do Semasa, Diego Antônio da Silva, afirma no entanto que o tal empréstimo junto à Caixa já era tratado desde 2015, e foi solicitado oficialmente no ano passado _ muito antes do vaivém de repasses.

O recurso será usado em obras de saneamento que chegarão a 7 mil imóveis nos bairros Carvalho, Ressacada, Nossa Senhora das Graças, Dom Bosco, Vila Operária e parte do São João, que devem começar até o fim do ano. O empréstimo é de juro baixo, proveniente de recursos do FGTS.

A pressa, segundo Silva, foi para que o município não perdesse a verba. Dos R$ 2 bilhões oferecidos pelo governo federal para obras de saneamento, em todo o país, R$ 300 milhões estavam disponíveis no início da semana.

Na sexta-feira a prefeitura encaminhou à Caixa a autorização da Câmara para o envio do dinheiro.

Fonte: NSC | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário