Indaial conclui diagnóstico de sistemas locais de tratamento de esgoto

A Prefeitura de Indaial concluiu o diagnóstico amostral dos sistemas individuais de tratamento de esgoto doméstico, no qual foi apontado o percentual de residências em situação regular com a obrigatoriedade da implantação do sistema de fossa e filtro anaeróbio.

A pesquisa, desenvolvida em conjunto com a Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi) e a Universidade Regional de Blumenau (Furb), ocorreu em alguns domicílios do município, em que os cidadãos também foram orientados sobre a necessidade de manutenção da limpeza periódica do sistema.

Conforme a assessora de Saneamento e Meio Ambiente da Ammvi, Simone Gomes Traleski, esse é “um trabalho inédito no Brasil e que traz um diagnóstico a partir de informações primárias para que a gestão municipal possa propor políticas públicas adequadas”.

De acordo com o diagnóstico, em Indaial 84,41% de residências possuem fossa e 61,08% possuem filtro anaeróbio. Além disso, das residências onde há fossa em 62,28% é realizada a manutenção do sistema, a qual deveria ser feita em geral, pelo menos, a cada 18 meses.

Outra questão de grande impacto foi a importância que o cidadão atribui ao tratamento do esgoto. Nesse tópico, 93,25% responderam de forma positiva, por outro lado apenas 34,30% estariam dispostos a pagar pelo tratamento de esgoto.

O diagnóstico levantou ainda diversas outras informações importantes para a proposição de ações na área de esgotamento sanitário do município.

Agora, dentre os próximos passos, está a prestação de serviço de manutenção do sistema ou mutirões de limpeza, campanhas educativas e adequação de residências sem o sistema.

Água limpa só com esgoto tratado

Desde 2015, o município de Indaial vem realizando, com o apoio da Ammvi e do Ministério Público de Santa Catarina, a campanha “Água limpa só com esgoto tratado. Quem previne, preserva”.

Essa campanha foi promovida durante o levantamento das informações para o diagnóstico e prosseguirá junto às ações que virão a partir desse estudo.

A iniciativa faz parte do Plano Municipal de Saneamento Básico de Indaial e do trabalho de educação ambiental que vem sendo desenvolvido pela Ammvi.

Fonte: Ammvi/Imprensa de Indaial

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário