Impasse na negociação salarial pode acabar em paralisação dos ônibus em Blumenau

O sindicato da categoria pede 5% de aumento real do salário. Já o presidente da entidade diz que a Blumob teria oferecido a reposição do INPC

Um impasse entre funcionários do transporte coletivo de Blumenau e a Blumob pode provocar uma paralisação do serviço na segunda-feira, dia 19 de novembro.

A informação é do presidente do Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol), Pradelino Moreira da Silva.

Segundo ele, motoristas e cobradores pedem aumento real no salário de 5%, além da reposição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e vale-alimentação de R$ 820. Atualmente o benefício é de R$ 730. De acordo com Pradelino, a Blumob teria informado que se compromete com a reposição da inflação.

– Já não tivemos aumento real no ano passado. Esse ano se não tiver, vai ter paralisação – garante.

A decisão por paralisação deve sair nesse fim de semana em reunião da diretoria do Sindetranscol. Conforme o presidente do sindicato, apenas a apresentação de uma nova proposta por parte da Blumob pode reverter a situação.

Como o serviço será afetado na segunda-feira caso se confirme a manifestação ainda não se sabe, mas Pradelino afirma que a comunidade será avisada com antecedência.

Por meio da assessoria de imprensa, a Blumob disse que a negociação está em andamento e que não tem conhecimento sobre a possibilidade de paralisação. Quanto aos questionamentos sobre as tratativas financeiras, ainda não houve retorno.

Fonte: NSC | Foto: Pancho

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário