IMA recomenda que população deixe de usar água de córrego atingido por óleo de trem após acidente em Guaramirim

Na madrugada de domingo, dia 3 de junho, caminhão bateu na tração de duas máquinas, onde fica o maquinista.

Na segunda-feira, dia 4 de junho, o Instituto do Meio Ambiente (IMA) divulgou que, após o acidente em que um caminhão bateu em um trem em Guaramirim na madrugada de domingo, apenas um córrego próximo ao local foi atingido pelo óleo diesel que vazou do motor da locomotiva.

O instituto recomendou que a população deixe de usar essa água.

Com a batida, cerca de 2,5 mil litros de óleo diesel (combustível do trem), e mais mil litros de óleo lubrificante vazaram.

“Esse córrego é usado para o consumo animal e para irrigação de arrozais. Ontem, já emitimos um alerta para a prefeitura reforçar o comunicado às comunidades da região para que não use a água do local”, disse o analista ambiental do Instituto do Meio Ambiente (IMA) Jovani Andrade.

O Rio Quati não foi prejudicado pelo acidente, segundo Andrade. Nesta segunda, além dos cuidados com o meio ambiente, outra frente de trabalho está focada na recuperação da ferrovia, remoção do vagão danificado e no reparo dos trilhos.

A prestadora de serviços contratada pela empresa Rumo, responsável pela veículo ferroviário, trabalha para retirar o óleo da água, da vegetação e do solo. Segundo Jovani Andrade, até a próxima sexta-feira, dia 8, o trabalho deve estar concluído.

A empresa informou nesta segunda que providenciou a retirada do maquinário atingido pelo caminhão e que a circulação na rodovia e na ferrovia já estão normalizadas.

Acidente

O acidente ocorreu por volta das 5h30 de domingo. Conforme a Defesa Civil, o motorista do caminhão acreditou que daria tempo de atravessar antes da passagem do trem e acabou colidindo na tração das duas máquinas, onde fica o maquinista.

O caminhoneiro foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital São José de Jaraguá do Sul, cidade vizinha a Guaramirim, com suspeita de fratura na perna, conforme os bombeiros voluntários.

Ele foi liberado na tarde de domingo, disse a unidade de saúde.

O maquinista sofreu dores na coluna e foi levado ao Hospital Santo Antônio de Guaramirim para avaliação médica e foi liberado em seguida.

Fonte: Portal G1 | Foto: Reprodução

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário