Hospital de Ibirama adota sistema de Classificação de Risco para atendimentos

Identificação e atendimento mais rápidos de pacientes graves. Estas são algumas vantagens do Sistema de Classificação de Risco, que começa a funcionar a partir de terça-feira, dia 31 de julho, no Hospital Doutor Waldomiro Colautti de Ibirama.

Sistema será aplicado no Setor de Urgência Emergência (UE) com o intuito de diminuir o tempo de espera dos procedimentos de Urgência e Emergência do Hospital. As informações foram repassadas na sexta-feira, 27 de julho, pela Gerente de Enfermagem Heloisa Pereira de Jesus.

O novo procedimento tem como objetivo principal, facilitar o atendimento dos pacientes, reduzir às filas e prestar assistência mais humanizada a população. A principal mudança é que a partir de dados colhidos do paciente, esse será classificado.

Os que apresentarem mais risco terão prioridade no atendimento e não aqueles que primeiro chegarem a Unidade. “A Classificação de Risco tem o objetivo de atender os pacientes que realmente tenha uma prioridade imediata no setor de UE. Será avaliado o risco do paciente, grau de sofrimento e agravo à saúde. Com estas informações, será priorizado o atendimento daquele que tem o grau maior”, explica. Segundo ela, com o processo de classificação, vai se conseguir fazer o trabalho com mais eficácia.

O HDWC será o sétimo hospital do Estado a utilizar o sistema. “O acolhimento de Classificação de Risco é utilizado em diversos países, inclusive no Brasil. Em Santa Catarina, nos hospitais da SES, são seis que utilizam o sistema”, conta a Heloisa.

A implantação do processo faz parte da política de humanização do hospital, e visa melhorar a qualidade no atendimento da Instituição.

Sistema de cores

Heloisa esclarece que a partir de terça-feira, todo o paciente que chegar ao hospital será classificado por um sistema de cores – Sistema de Triagem de Manchester. Haverá classificação da gravidade de cada paciente por cinco cores, determinando assim a prioridade e, inclusive, o tempo para atendimento, de forma a não comprometer a saúde do paciente.

Também chamado de Escala de Manchester, o sistema de triagem define que o sistema de triagem define que o paciente classificado na cor vermelha deve ser atendido de imediato. Ou seja, tempo zero. As demais cores, laranja, amarelo, verde e azul, devem ser atendidas em tempo máximo de 10 minutos, 1 hora, 2 horas e 4 horas.

 

Fonte: Jornal Vale do Norte | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário