Guarda de trânsito que esfaqueou duas pessoas vai a júri popular nesta quarta, 13 de fevereiro

O guarda de trânsito Ederson Roberto Neumann, 46 anos, acusado de tentar matar duas pessoas com golpes de faca, em abril de 2018, será julgado nesta quarta-feira, 13 de fevereiro. Ele está preso preventivamente desde o crime e será submetido ao tribunal do júri.

Neumann teria agredido Edmo Rosalino de Oliveira e Terezinha de Souza Nilles após uma madrugada de bebidas e sinuca em um bar da rua Doutor Pedro Zimmermann, na Itoupava Central. Por volta das 4h, uma brincadeira teria desagradado o acusado, que foi embora.

Segundo o Ministério Público, Neumann retornou ao local às 10h45, usando um Uber. No trajeto, teria ameaçado o motorista. Ao chegar ao local, passou a ameaçar as vítimas. Ele acertou uma facada no braço do homem e na cintura da vítima. Outras pessoas que estavam no local evitaram que ele continuasse com as agressões.

Em um vídeo gravado por um dos presentes, Neumann aparece ameaçando as pessoas que estavam no local.

À época, o Seterb informou que o agente de trânsito atuava em funções administrativas devido a problemas anteriores relacionados ao consumo de álcool.

O réu é acusado de dupla tentativa de homicídio, com o agravante de dificultar a defesa das vítimas.

Contraponto

A defesa alega que existe um exagero na história narrada contra Neumann. O advogado Franklin de Assis vai tentar desclassificar a acusação de tentativa de homicídio para lesão corporal. Na avaliação dele, ninguém teve a vida exposta a risco.

O advogado também reforça o fato de que o agente público sofre de síndrome de dependência ao álcool e transtorno bipolar, patologias que teriam contribuído para a conduta do acusado.

“Não vamos inventar histórias, apenas contar a verdade do que aconteceu. Pretendemos que amanhã ele saia [do fórum] conosco pela porta da frente”, comenta Assis.

 

Fonte: O Município Blumenau | Foto: Reprodução

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário