Governador assina repasse e recebe pauta de reivindicações na primeira visita a Blumenau

Na primeira visita à Blumenau como governador, Carlos Moisés da Silva (PSL) se reuniu ontem com lideranças políticas, ouviu algumas demandas, e assinou um repasse de verbas para o transporte escolar, algo que é rotineiro e feito todos os anos. O valor é R$ 955.325,00 e deve beneficiar 1,4 mil estudantes blumenauenses da rede estadual de ensino, que dependem do transporte para frequentar as aulas.

Em uma reunião a portas fechadas na prefeitura de Blumenau, ele recebeu das mãos do prefeito Mário Hildebrandt (sem partido) um ofício de reivindicações (assinado por Hildebrandt, pelo presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Lanzarin, e pelo presidente do Conselho Deliberativo da Acib, Carlos Tavares D’Amaral) que contém oito demandas da cidade e que contam com recursos do governo do Estado – muitas delas prometidas em gestões anteriores. Entre os pedidos feitos ao governador, estão o começo das obras do Centro de Convenções; a revitalização da Margem Esquerda do Rio Itajaí-Açu, no Centro; a ampliação da Penitenciária Industrial de Blumenau, e a doação do prédio na Rua Itajaí, onde funcionava o antigo Centro de Saúde.

No documento também consta um apelo para que o governador interpele junto ao governo federal para dar mais celeridade às obras de duplicação da BR-470, no trecho entre Navegantes e Indaial. Existe ainda um pedido de recursos para aquisição de geradores para os diques de Blumenau, que não possuem o equipamento.

Após a audiência com lideranças políticas e empresariais, na prefeitura, o governador visitou o Hospital Santa Isabel, onde atendeu a imprensa e falou sobre os pedidos feitos. Apesar do tom de atencioso para com a cidade, Moisés afirmou que não vai fazer promessas:

Todas essas demandas são importantes. Vou levar essa pauta, vamos avaliar e ver o que é possível atender. É importante lembrar que temos ações preventivas também a serem feitas em outras partes do Estado. A partir de uma compra mais criteriosa de itens, é que nós vamos economizar e atender as demais demandas. Nós pegamos um Estado deficitário, então fazer promessas muito radicais se torna um tanto quanto imaturo. Mas nós vamos agir com transparência para que todos entendam o que está sendo feito no governo do Estado – afirmou o governador.

Moisés ainda encontrou uma paciente que teve o coração transplantado. Kelly Cristina Dias, 49 anos, teve o órgão transportado pelo helicóptero do governador. Ainda nos primeiros dias de governo, Moisés abriu mão do meio de transporte e o disponibilizou para o transporte de órgão.

À noite, o governador passou pelo Parque Vila Germânica, onde visitou os estandes da 4ª Feira Brasileira da Cerveja e também conheceu o Festival Brasileiro da Cerveja. Ele chegou a acompanhar a palestra de Bob Pease, CEO da Brewers Association, dos Estados Unidos.

 

Fonte: nsc/Por Nathan Neumann | Foto: Nathan Neumann

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário