Futuro do horário de verão: estudo sobre o tema será entregue a Bolsonaro

Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia (MME), informou que a pesquisa está em fase final de elaboração

O Ministério de Minas e Energia informou na segunda-feira, dia 1º de abril, que irá encerrar na próxima semana um estudo sobre o horário de verão no Brasil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

— O presidente Bolsonaro mandou que eu estudasse e apresentasse a ele, uma semana atrás, essa questão, para ele poder decidir — disse o ministro Bento Albuquerque, que acompanha o presidente Jair Bolsonaro em visita a Israel.

Os estudos, de acordo com Albuquerque, que são permanentes no MME, estão em fase final de elaboração.

A decisão sobre a manutenção ou fim do horário de verão precisa ser feita neste momento e não leva em conta só dados econômicos com a mudança nos relógios, mas também outros fatores, como sobrecarga e picos de consumo, por exemplo.

Albuquerque não quis falar sobre sua posição sobre o tema.

— Minha opinião técnica, vou dar para o presidente. Ele tem muito interesse. Quando o presidente quiser, estarei pronto, a partir da próxima semana — disse, acrescentando que também não poderia dizer se Bolsonaro é contra ou a favor da mudança.

O estudo já estava em estágio avançado no governo de Michel Temer e havia um interesse do MME em terminar com as alterações de horário.

Por se tratar de um tema polêmico entre a população e já haver um clima de embate no país por conta das eleições, o governo achou melhor deixar a decisão para a próxima gestão, assumida por Jair Bolsonaro.

Fonte: NSC | Foto: Emerson Souza

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário