Estado recebe três propostas para supervisionar obra de prolongamento da Via Expressa, em Blumenau

Três concorrentes apresentaram propostas para supervisionar a obra de prolongamento da Via Expressa, em Blumenau. A abertura dos envelopes da licitação ocorreu na tarde desta segunda-feira, em Florianópolis.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Infraestrutura, participaram o Consórcio Blumenau Norte – formado pelas empresas Iguatemi e Esse Empresa Sulbrasileira de Serviços de Engenharia –, o Consórcio Supervisor EA, comporto pela Engevix e Azimute, e a empresa Sotepa.

Após a abertura dos envelopes e análise da documentação, o Consórcio Blumenau Norte contestou a participação da empresa Engevix. A alegação é de que ela estaria suspensa por causa de um processo na Justiça. A Engevix agora tem cinco dias para apresentar um recurso, que será analisado pela comissão de licitação.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, a definição da empresa que vai supervisionar a obra, executada pela empresa Cetenco, é a principal pendência para a retomada dos trabalhos, que estão parados desde setembro do ano passado. A expectativa dele é de que a contratação da supervisão seja concluída nesses primeiros dias de novembro e que ainda neste mesmo mês seja possível retomar os trabalhos. Outras pendências, como a quantidade de rochas no local das obras, segundo ele já estariam praticamente contornados.

 

Fonte: NSC | Foto: Marco Fávero

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário