Emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, está superlotada

A emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, está superlotada.

O diretor técnico da instituição, Cristiano Alexandre Ferreira, enviou um comunicado à central estadual de leitos de Criciúma e à regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), solicitando que não envie novos pacientes para o local.

Nas últimas 48 horas, quase 570 pessoas foram atendidas no plantão, sendo que o máximo deveria ser 400 pacientes.

Na manhã desta quarta-feira, pelo menos 15 pessoas ocupavam os corredores do hospital e recebiam atendimento de maneira improvisada.

A direção diz que não vai mais receber os encaminhamentos via SAMU, pois não existem macas disponíveis devido ao grande número de atendimentos.

O Nossa Senhora da Conceição é o maior em numero de leitos no Estado, com 396, e todos estão ocupados.

O motivo da superlotação, segundo Ferreira, é que outras unidades de saúde e hospitais da região atendem de forma parcial, por falta de estrutura, e por isso as pessoas procuram o hospital.

A Secretaria de Estado da Saúde disse que está usando os R$ 25 milhões repassados pelo Governo Federal para fazer repasses, inclusive ao hospital de Tubarão, mas que o pagamento é feito de forma cronológica.

Ainda na nota, o hospital destaca que se exime de qualquer responsabilidade caso não seja observada a solicitação de cessar o encaminhamento dos pacientes, até que a situação seja normalizada.

O coordenador médico do Samu no Sul do Estado, Vanderlei Damin, disse que até o momento nenhum caso precisou de encaminhamento ao hospital em questão, e que vão cumprir a determinação da portaria do Ministério da Saúde de socorro aos pacientes.

Caso seja necessário, irão encaminhar os feridos para hospitais menores da região.

 

Fonte: Diário Catarinense | Foto: Rogério Danielski

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário