“É normal”, diz matemático sobre resultado da Mega Sena considerado estranho

“Estranho” foi a palavra empregada por usuários das redes sociais ao descreverem o resultado do concurso 2.052 da Mega Sena, sorteado no sábado, dia 23 de junho: 50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59.

Mas o matemático Tristão Garcia explica que as chances de sair uma sequência como essa são as mesmas de qualquer outra combinação: uma em 50 milhões. Para ele, o resultado “é completamente normal”.

–  O que não é normal é alguém acertar.

O matemático afirma que é comum as pessoas pautarem suas apostas por números “populares”, como 7, 13 ou 33 (a idade de Cristo), mesmo que não haja maior probabilidade de serem sorteados.

No entanto, em caso de sorteio, há uma maior probabilidade de o prêmio ser dividido com outros que também apostaram nos números “populares”.

– A chance de ocorrer esse sorteio da Mega Sena (50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59) é igual à de qualquer outro, mas a chance de alguém enriquecer acertando essa combinação é muito maior do que ao acertar outras, porque as pessoas não “acreditam” que essa combinação possa sair – diz Garcia.

Quatro apostas ganharam prêmio iguais de R$ 9.627.559,21 por acertarem as seis dezenas: uma de Canoas (RS),  Salvador (BA), Marabá (PA) e Maranguape (CE).

Garcia critica os que tentam fazer dinheiro “ensinando” a jogar na Mega Sena.

Mesmo que alguém quisesse extrair – equivocadamente – algum padrão do histórico dos resultados, prossegue o matemático, a amostra seria pequena: cerca de 2 mil sorteios realizados até agora em um universo de 50 milhões de possibilidades.

– Na verdade, a matemática é muito simples – conclui.

Fonte: DC | Foto: Adriana Franciosi

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário