Duplicação da SC-108 entre Gaspar e Brusque vai custar mais de R$ 300 mi

O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) realizou, na noite de segunda-feira, 20 de agosto, a consulta pública sobre a obra de duplicação da SC-108, a Rodovia Ivo Silveira, entre as cidades de Gaspar e Brusque. O encontro, que aconteceu no salão da Igreja Nossa Senhora do Rosário, no bairro Barracão, em Gaspar, contou com a presença de autoridades e da comunidade em geral. Durante a reunião, os moradores conheceram o anteprojeto da obra e tiveram a oportunidade de tirar dúvidas e de se manifestar antes da elaboração do projeto final.

A apresentação foi feita pelo engenheiro Alexandre Carvalho, do consórcio Beck de Souza/MPB, vencedor da licitação. “A duplicação deste trecho não é uma obra simplesmente voltada ao tráfego de veículos. É uma obra que vai causar alguns efeitos de barreira, que precisam ser solucionados. E a melhor maneira de fazer isso é com projetos adequados de passarelas, transposições e ciclovias. Este não é um projeto que será elaborado apenas para melhorar o trânsito, ele é praticamente uma reordenação urbanística em torno da rovodia”, disse Carvalho em entrevista à rádio 89FM.

O projeto, que está sendo financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), prevê a duplicação de 17Km da rodovia, iniciando na rotatória que dá acesso à Sociedade Santos Dumont, em Brusque, até a lombada eletrônica próxima à Plasvale, em Gaspar, onde acaba a SC e inicia o trecho municipalizado. “Nosso desafio agora é estender a duplicação para este trecho”, ressalta o chefe de gabinete da prefetirua de Gaspar, Pedro Bornhusen.

O projeto apresentado está orçado em pouco mais de R$300 milhões e contempla seis viadutos e três passarelas no trecho de Gaspar e mais cinco viadutos e seis passarelas para pedestres em Brusque. Em praticamente todo o trecho haverá marginais para o tráfego local e retornos, que são necessários entre um viaduto e outro. A equipe de engenharia também ressaltou que serão 24.120 metros de ciclovias e passeios ao longo da rodovia. A expectativa do Deinfra é que o projeto seja finalizado até o fim desse ano para que a obra possa ser licitada em 2019.

 

Fonte: Jornal Metas | Foto: Ivan Luchtemberg

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário