Dia dos Namorados traz alívio para o comércio após prejuízos

Após um fim de mês com prejuízos na economia por conta da greve dos caminhoneiros, o Dia dos Namorados faz brilhar os olhos de comerciantes e empreendedores da região. Um alívio, após as perdas que o setor amargou, e faz a data, que já é uma das principais para o comércio, ganhar ainda mais destaque no calendário, batendo as expectativas positivas que circulam geralmente no Dia das Mães e dos Pais.

Conforme uma pesquisa de intenção de compras feita pela Fecomércio de Santa Catarina, em Blumenau, o gasto médio, por pessoa, deve ficar em aproximadamente R$ 180, que representa um leve aumento (cerca de R$ 5) em relação ao indicado pelo levantamento do ano passado. Isso se deve, conforme a entidade, a um indicador que aponta na pesquisa que 49% dos entrevistados disseram que a situação financeira em 2018 está melhor que nos anos anteriores. Mais do que presentes, o investimento deve ser alto também no setor de serviços, em especial para hotéis e restaurantes.

A região toda se mobilizou para a data e a expectativa está muito boa. Depois do impacto negativo da greve (dos caminhoneiros), sinto que agora, realmente, o amor está no ar, destaca a presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região (Sihorbs), Tatiana Honczaryk.

Segundo a pesquisa, 42% dos blumenauenses vão almoçar ou jantar em algum lugar especial no Dia dos Namorados. Estatística que é confirmada pelos donos de restaurantes, que tem mais reservas e percebem um efeito pulverizado pelos dias antes e depois da data. No fim de semana, o movimento já foi acima do normal e nos dias seguintes também deve seguir bem. Na avaliação dos dirigentes ligados ao setor, parte dos casais preferem evitar filas ou lugares cheios na data comemorativa e acabam frequentando os restaurantes nos dias seguintes a data comemorativa.

Proprietário de dois restaurantes em Blumenau, que terão um atendimento diferenciado hoje para os casais, Caio Fontenelle diz que o Dia dos Namorados para ele já é o de maior faturamento no ano e a expectativa é de um aumento de até 40% no movimento.

Tem características diferentes. O Dia das Mães tem mesas maiores, com famílias, enquanto o Dia dos Namorados é para casais. O número de mesas que a gente precisa atender é muito maior, pois são só mesas para duas pessoas. É uma data que a pessoa quer comemorar de forma especial, com um jantar diferente, tomar um vinho, e isso reflete bastante no faturamento. Para isso, a gente reforça o atendimento e contrata mais garçons. O lema é criar um diferencial, mas manter o padrão de atendimento, explica o empresário.

No ramo de hotéis, o Sihorbs aponta também que mais casais escolheram por um tipo de pacote que tem ficado mais comum nos últimos anos: a “noite romântica”, que soma um jantar especial e a hospedagem de uma noite no hotel.

Vestuário lidera lista de intenção de compra

Se a maioria dos casais blumenauenses pretende celebrar a data em um restaurante, na hora da troca de presentes quase metade dos entrevistados pela Fecomércio apontam que será uma peça de roupa dentro da embalagem. O vestuário lidera a lista com 45% das intenções, seguido por perfumes e cosméticos com 17% e calçados e bolsas com 13%. Isso faz o comércio ficar ainda mais otimista com a data, que para algumas lojas é quase que um “segundo Natal” em termos de faturamento.

A CDL de Blumenau aponta que, em média, as vendas devem crescer 1,5% em relação ao ano passado, mas que alguns lojistas esperam vender até 50% a mais em relação aos meses anteriores.

 

Fonte: Jornal de Santa Catarina | Foto: Patrick Rodrigues

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário