Depois de Balneário Camboriú, Grande Florianópolis e Sul de Santa Catarina receberão refugiados

A Cáritas, entidade de ajuda humanitária da Igreja Católica, se prepara para receber até o fim deste mês em Santa Catarina um grupo de 100 refugiados venezuelanos. O projeto é feito em parceria entre a Cáritas Brasileira e a Cáritas Suíça.

Florianópolis é uma das sete capitais brasileiras a receber uma estrutura de acolhimento da entidade, que terá profissionais da área de psicologia, assistência social e educação popular. A Cáritas pretende receber em Santa Catarina ao todo 200 imigrantes.

Os refugiados serão acolhidos 15 casas-abrigos, em São José e Tubarão. A preocupação da Cáritas é garantir que eles tenham acesso a postos de saúde, escolas e creches públicas.

A entidade buscará emprego, cursos técnicos e apoio do poder público para que os venezuelanos consigam reconstruir a vida em Santa Catarina.

A Cáritas inaugurou na última sexta-feira, dia 09, a Casa de Direitos, onde as famílias receberão a primeira assistência, e promoveu um chá de panelas para receber doações.

A instituição está cadastrando voluntários para auxiliar na recepção aos imigrantes.

Fonte: NSC | Foto: Marco Fávero

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário