Deic faz operação contra roubo de cargas em sete cidades de SC

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) deflagrou na manhã desta terça-feira, 11 de junho, a Operação CH2, e cumpre 11 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão que envolvem suspeitos de roubos de cargas em Santa Catarina. A investigação é da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas, e os mandados são cumpridos em Itajaí, Navegantes, Joinville, Itapema, Tijucas e Presidente Nereu.

O delegado Osnei Valdir de Oliveira, que comanda a operação, diz que as investigações começaram no ano passado, com a descoberta de uma carga roubada de polietileto – produto de alto valor agregado, e bastante visado pelas quadrilhas. A vítima era de Palhoça e foi feita refém em Navegantes. A carga foi localizada em Agronômica, no Alvo Vale, e o caminhão em Apiúna.

A Deic observou, então, que a maneira de operar do grupo se repetia. Eles mantinham os motoristas reféns enquanto retiravam a carga e a encaminhavam para outro local. Situações semelhantes foram identificadas em Itajaí e Navegantes, com cargas que vão de fraldas à alimentos.

Durante as buscas, na manhã desta terça, foram encontradas munições e apreendidos celulares, que vão auxiliar na sequência das investigações. Em um galpão, em Itajaí, a Deic encontrou diversas cargas que parecem terem sido roubadas.

Foto: Divulgação/Deic

Os mandados de prisão são temporários. Os suspeitos serão interrogados, e a polícia pode liberá-los ou pedir à Justiça a conversão em prisão preventiva, dependendo do andamento das investigações. Um dos alvos de mandado de prisão havia sido detido recentemente, segundo o delegado – mas deixou a delegacia ao pagar fiança. Procurado, nesta terça, não foi localizado.

O nome da operação faz referência à fórmula do polietileno, produto cujo roubo deu início às investigações.

 

Fonte: NSC | Por Dagmara Spautz | Foto: Divulgação

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário