Conheça os 13 atletas de Blumenau que são promessas para os Jogos Olímpicos de 2020 e 2024

Levantamento do Santa aponta os nomes blumenauenses que têm condições de estar em Tóquio e Paris

Os olhos e esforços deles estão voltados para as duas próximas Olimpíadas, em Tóquio daqui a dois anos, e em Paris no ano de 2024.

Mas você leitor também pode começar a acompanhar esses atletas que são as promessas blumenauenses para o próximo ciclo olímpico que já se desenrola.

De olho nos Jogos existem pelo menos 12 nomes do município e o objetivo é emplacar um número maior de representantes da cidade que estiveram no Rio de Janeiro – foram quatro, Moacir Zimmermann e Jonathan Riekmann, ambos na marcha atlética, Duda Amorim, do handebol, além de Rosane Budag, no tiro.

Hoje a busca de todos é por índices e desempenhos que os levem ao principal evento do esporte mundial. Confira:

Foto: Antonio Carlos Mafalda

Amanda Scherer

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: arremesso de peso

Atual líder do ranking brasileiro Sub-23, Amanda é também a recordista dos Jogos Abertos de Santa Catarina e uma das promessas da Associação de Atletismo de Blumenau (AABlu/Unimed/FMD). A atleta tem neste ano a disputa do Campeonato Sul-Americano da modalidade, prova essa que será o termômetro para definir suas reais chances.

Foto: Cris Matute

Moacir Zimmermann

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: marcha atlética

Depois de disputar a Copa do Mundo de Marcha Atlética, na China, Moacir Zimmermann tenta voltar às olimpíadas – no Rio de Janeiro, o atleta ficou na 63ª posição, com o tempo de 1h33min58s. Em 2020, o atleta terá 36 anos, mas nada que seja um empecilho para o marchador. Olho nele!

Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Nair da Rosa

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: marcha atlética

Tem mais marchador na lista. Ou melhor, marchadora. A atual recordista brasileira na prova de 50 km, Nair da Rosa, é outra em quem precisamos ficar de olho para 2020. A atleta tenta repetir o feito dos conterrâneos Jonathan Riekmann e Moacir Zimmermann para participar dos Jogos em 2020.

Foto: Luís C. Kriewall Filho

Matheus Gabriel de Liz Corrêa

Promessa para: Paris-2024
Modalidade: marcha atlética

Em maio deste ano, o jovem atleta de 19 anos pulverizou o recorde brasileiro na prova de 10 km na categoria Sub-20. O blumenauense bateu a marca que já durava 16 anos e se tornou melhor atleta do país na sua idade. Treinado pelo professor Ivo da Silva, o garoto é uma das apostas para a Olimpíada de Paris-2024.

Foto: Patrick Rodrigues

Beatriz Mafra

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: karate

Campeã pan-americana e sul-americana em 2016, Beatriz não competiu no ano passado por conta da gravidez e do nascimento do filho Bruno. Neste ano, porém, a atleta voltou às competições de alto rendimento e busca os índices necessários para estar em Tóquio, justamente na estreia do karate nos Jogos Olímpicos.

Foto: Michele Lamin

Bruna Cristina Gomes de Araujo

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: remo adaptado

Aos 31 anos, Bruna iniciou há pouco tempo na modalidade, mas já é considerada presença quase certa em Tóquio. Beneficiada pelo projeto da Confederação Brasileira de Remo que desenvolve o esporte, ela irá buscar o índice no ano que vem, mas seus tempos já praticamente a credenciam para estar nos Jogos Olímpicos.

Foto: Divulgação

Maike de Oliveira

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: karate

De olho em uma das vagas em um dos esportes que é novidade nos Jogos Olímpicos, a karateca busca a partir do ano que vem os resultados para fazer parte da delegação brasileira. Considerada a principal atleta do Estado, Maike foi campeã brasileira, pan-americana e terceira colocada na Liga Mundial disputada no Japão.

Foto: Divulgação

José A. Martins da Costa

Promessa para: Paris-2024
Modalidade: 100 e 200 metros rasos

O mais novo da lista de promessa, José Alexandre tem apenas 14 anos, mas já ostenta o bicampeonato brasileiro escolar nos 100 e 200 metros rasos e vai à procura do tri em novembro deste ano. O atleta vem baixando o tempo de forma surpreendente e é uma das apostas de Blumenau para Paris-2024.

Foto: Daniel Zappe

Marciana Saasemann Stefen

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: salto em distância e 400 metros rasos paralimpicos

Segunda melhor do Brasil nos 400 metros rasos, Marciana vem melhorando o tempo e está próximo, conforme a coordenação municipal do paradesporto, de chegar à marca da primeira no ranking. A paratleta começou no alto rendimento no ano passado, disputou a primeira competição somente neste ano e aos 18 anos é promessa para os próximos Jogos.

Foto: Patrick Rodrigues

Rosane Budag

Busca índice para: Tóquio-2020
Modalidade: tiro esportivo

Aos 45 anos, a atiradora nascida no bairro Velha busca índice para estar nos próximos Jogos Olímpicos, daqui a dois anos. Campeã e recordista sul-americana de carabina três posições e carabina deitada, a atleta quer uma das vagas para melhorar o desempenho obtido na Rio-2016.

Foto: Patrick Rodrigues

Isabelle Garcia Velasquez

Promessa para: Paris-2024
Modalidade: natação paralímpica

Terceira melhor do Brasil no adulto – mesmo aos 15 anos de idade –, Isabelle foi convocada para um camping escolar neste ano e voltou do evento como uma promessa do Comitê Paralímpico Brasileiro. A nadadora compete em quase todas as provas da natação paralímpica e mira 2024.

Foto: Divulgação

Suzana Nahirnei

Promessa para: Tóquio-2020
Modalidade: arremesso de peso, 100 e 200 metros rasos

Recordista das Américas no arremesso de peso e com destaque também para as provas rápidas, Suzana venceu neste ano o Open Internacional de São Paulo, o que a credencia como promessa. Aos 23 anos, a paratleta blumenauense tem índices que a colocam com condições de brigar por uma vaga em Tóquio.

Foto: Carmen Jaspersen

Duda Amorim

Busca vaga para: Tóquio-2020
Eleita melhor jogadora de handebol de 2014, Duda Amorim é uma das principais atletas da Seleção Brasileira e ponto de confiança do técnico Jorge Dueñas. Caso o Brasil se classifique à Olimpíada, a armadora é presença certa entre as selecionadas para estar em Tóquio.

 

Fonte: JSC | Foto: Patrick Rodrigues

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário