Com a chegada do frio, pescadores de Santa Catarina esperam bons lanços de tainha em junho

Pescadores de Santa Catarina estão animados com a chegada de junho, considerada a melhor época para a safra da tainha. Os cardumes passam mais perto da praia e os peixes estão mais graúdos.

Na pesca artesanal, o mês de maio já foi melhor do que o do ano anterior. Em um rancho no Campeche, em Florianópolis, em um lanço foram pegas 408 tainhas. Em outro, no mesmo bairro, 800 tainhas.

“Informação que a gente tem lá do Sul é que o peixe está mais costeiro. Facilita para as canoas de praia, para as caças de mar, tudo favorece”, disse o patrão de canoa Amilton Dámasio de Andrade.

Na pesca de emalhe, a expectativa também é grande.

“Desde o dia 24 [de maio], quando foi liberada a relação da embarcações anilhadas, a gente já teve uma captura aproximada de 200 toneladas”, disse o gerente de Pesca da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, disse Sérgio Winckler da Costa.

Já a frota industrial da tainha começou na sexta-feira, dia 1º de junho, com 23 barcos catarinenses autorizados. Santa Catarina deve ser responsável por capturar mais da metade das 5,7 mil toneladas de peixe que devem ser pegos no país nesta temporada.

“Tudo que entrar na indústria vai ser encaminhado em praticamente 24 horas, com os volumes de captura, e também tem as informações que os próprios pescadores vão ter que repassar, com os mapas de bordo, informes de pescaria”, completou Costa.

Fonte: Portal G1 | Foto: Reprodução

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário