Categoria: Videos-Tragedia

Telejornal mostra novo vídeo do momento exato da queda do avião que matou Campos

O momento exato da queda do avião no qual morreram Eduardo Campos e outras seis pessoas foi mostrado pela primeira vez na noite passada. Obtidas pela TV Tribuna e exibidas na última edição do Jornal da Globo, as imagens foram registradas por uma câmera de monitoramento de um prédio em construção em Santos, a cerca de 500 metros do local do acidente. Por dois segundos, a gravação mostra a aeronave caindo em direção ao solo, seguido de uma forte explosão e de uma nuvem de fumaça.

Até então, vídeos divulgados mostravam somente o clarão que procedeu o acidente aéreo que matou as sete pessoas que estavam a bordo. Conforme a reportagem, a demora na descoberta do vídeo ocorreu devido ao horário errado no sistema da câmera de segurança — as imagens marcam 11h03min do dia 13 de agosto, mas a queda aconteceu por depois das 10h.

A gravação deve auxiliar na investigação das causas do acidente. Na semana passada, testemunhas chegaram a relatar terem avistado a aeronave em chamas ainda no ar.

Especialistas da Aeronáutica analisam a hipótese de uma manobra equivocada, em alta velocidade, ter lado o jato Cessna Citation a mergulhar em direção ao solo. No manual de instrução do avião, há uma restrição segundo a qual os flaps (que operam como extensões das asas e ajudam na sustentação em voo e frenagem do avião no solo) não podem ser recolhidos se a aeronave estiver em velocidade acima de 200 nós, ou seja, mais de 370 km/h. Se a manobra for feita, ocorre um baque violento, movimento que puxa o avião para baixo, tirando a estabilidade da aeronave a ponto de desorientar o piloto.

16807693

 

Acidente aéreo matou sete pessoas

Candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos morreu na manhã de 13 de agosto, em um acidente de avião em Santos, no litoral paulista. A queda da aeronave, que ia do aeroporto Santos Dumont (RJ) ao aeroporto de Guarujá (SP), matou outras seis pessoas — dois assessores, um fotógrafo, um cinegrafista e dois pilotos.

Nascido em Recife (PE) em 1965, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos era o terceiro colocado na corrida presidencial, atrás de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Campos era neto e herdeiro político de um dos mais influentes líderes da esquerda nacional, o também ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. Casado há mais de 20 anos com a economista Renata Campos, o candidato deixa cinco filhos, com idades entre 21 anos e cinco meses.

Com a morte de Campos, o nome da vice em sua chapa, Marina Silva (PSB), despontou como favorito. A ex-ministra deve ser anunciada nesta quarta-feira como nova candidata à Presidência, e o deputado federal gaúcho Beto Albuquerque será o vice.

 

Fonte: Diário Catarinense/Youtube