Brusque tem a menor taxa de homicídios do Brasil em 2016, diz Atlas da Violência

Pelo segundo ano consecutivo, município do Vale do Itajaí e Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, estão entre os três mais bem colocadas do país.

Brusque, no Vale do Itajaí, é o município com menor taxa de homicídios entre as cidades com mais de 100 mil habitantes do país, aponta pesquisa do Atlas da Violência divulgada nesta sexta-feira, dia 15 de junho.

Ainda conforme a pesquisa, a cidade de Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, é a terceira mais pacífica do país.

O Atlas da violência foi elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com dados do Ministério da Saúde.

Pelos dados divulgados neste ano, com baseados no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS) de 2016, Brusque apresenta taxa de homicídios de 4,8 para cada 100 mil habitantes.

A cidade tem 125.810 habitantes. Já Jaraguá do Sul a taxa é de 5,4, com 167.300 moradores.

Em 2017, as duas também estavam bem colocadas na pesquisa divulgada, que usava dados estatísticos de 2015. Na época, Jaraguá do Sul era considerada a mais pacífica entre as cidades pesquisadas e Brusque, a segunda.

No período Jaraguá do Sul tinha 163.735 moradores e a taxa de homicídios foi de 3,1. Já em Brusque, que na época tinha 122.775 e a taxa foi de 4,1.

Índices

O Atlas também apresenta outros fatores com relação aos municípios, como índices de pobreza, trabalho, gravidez na adolescência e vulnerabilidade juvenil.

Os indicadores se referem ao ano de 2010 e foram calculados com base o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Brusque tem outros dois índices considerados os melhores do país, com relação a alta ocupação no município. A taxa de desocupação entre 18 e 24 anos é segunda mais alta do país 3,8%, ficando atrás apenas de Santa Cruz do Capibaribe (PE), de 2,4%.

Já a desocupação entre 15 a 17 anos é de 8,7%, ficando entre as cinco mais baixas analisadas.

Entre os 20% mais pobres, o município tem a segunda maior renda mensal, de R$ 505, ficando atrás de São Caetano do Sul (SP), com R$ 546. A cidade também tem um dos menores índices de crianças pobres, 1,8%.

De todos os 309 municípios pesquisados, sete cidades catarinenses estão entre as 50 menos violentas. A capital ocupa a 70º posição.

Veja os municípios catarinenses entre os 50 menos violentos

  • 1º – Brusque
  • 3º – Jaraguá do Sul
  • 15º – Balneário Camboriú
  • 22º – Tubarão
  • 35º – Blumenau
  • 43º – Palhoça
  • 49º – Lages
Fonte: Portal G1 | Foto: Prefeitura de Brusque/Facebook

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário