Aumento na onde de assalto preocupa proprietários de estabelecimentos, em Gaspar

Deixar o trabalho e não saber o que vai encontrar no dia seguinte. É este o sentimento dos lojistas da área central de Gaspar que, há cerca de um mês, enfrentam mais uma onda de furtos. Os crimes se intensificaram nos últimos dias e, em menos de uma semana, pelo menos seis estabelecimentos foram arrombados. Um deles, localizado na esquina da ruas Coronel Aristiliano Ramos e Eurico Fontes Schramm, teve a porta de vidro quebrada na madrugada do último sábado, 3 de novembro. Como o alarme disparou, o bandido teve tempo apenas de pegar algumas moedas que estavam no caixa. Porém, o prejuízo para o lojista foi bem maior do que o dinheiro furtado, já que terá que terá que investir em uma nova porta.

Outra vítima da violência foi a loja Estilo Pop, na rua Irmãos Krauss. Na madrugada do dia 29 de outubro, o estabelecimento foi invadido por um homem. Câmeras de segurança de uma loja próxima gravaram a ação, que durou menos de dois minutos. Nas filmagens, é possível ver que o suspeito age sozinho. Ele força a porta até o vidro estourar. Depois, invade a loja e foge do local levando aproximadamente R$150,00 que havia no caixa. O prejuízo com os vidros quebrados, segundo a proprietária da loja, Ana Carolina Marques, foi de R$1.200,00. “Vou para a casa pensando se o telefone vai tocar durante a madrugada. Estamos inseguros, com medo e indignados com a situação”, reclama. Segundo Ana Carolina, nem mesmo o alarme e a vigilância privada foram suficientes para evitar o furto. “Estou providenciando agora uma porta de grade para tentar evitar novos crimes. Mas acredito que seja necessário mais rondas policiais e aumentar o efetivo da Polícia Militar na cidade”.

Ofício

O gerente executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Gaspar, Jefferson Schramm, explica que os lojistas fazem parte de um grupo de whatsapp, que funciona como a Rede de Vizinhos da Polícia Militar. O grupo serve para trocar informações e alertar quando algo está errado. “As várias ocorrências de furto relatadas nos últimos dias chamaram a atenção e a CDL, juntamente com o Sindilojas, fez um ofício e entregou para a Polícia Militar”, ressalta. Entre as reivindicações presentes no documento está a intensificação do policiamento ostensivo. “Nossa intenção é nos reunirmos pessoalmente com o comandante da PM para discutir o assunto, mas estamos aguardando ele retornar de férias para marcarmos esta conversa”, explica Schramm.

Procurado pela reportagem do Jornal Metas, o tenente Joaquim Soares de Lima Neto, que está respondendo pela PM de Gaspar interinamente, afirma que o crime de furto é o que mais cresce no estado e um dos mais difíceis de coibir. “O policiamento está sendo feito no local, mas temos um déficit de efetivo. Então, todos precisam colaborar e, no caso dos lojistas, certas precauções e medidas precisam ser adotadas, como a aquisição de equipamentos de segurança. Infelizmente hoje é preciso tomar estas medidas”, ressalta. Ele também lembra que outros órgãos de segurança precisam fazer a sua parte. “É necessário que estes crimes sejam investigados para identificar o autor que, muitas vezes, é o mesmo suspeito”, diz.

O delegado de Gaspar, Raphael Ikawa Lanzeloti, afirma que a Polícia Civil está trabalhando no caso. “Estamos reunindo todos os boletins de ocorrência e os crimes estão sendo investigados”, ressalta, sem revelar mais detalhes.

É importante frisar, segundo a Polícia Civil, que as vítimas registrem os fatos na delegacia e que, quando tiverem qualquer informação que possa auxiliar na investigação, entrem em contato pelo 181 (disque denúncia) ou pelo telefone (47) 3332 1000.

 

Fonte: Jornal Metas

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário