Área rural de Toledo foi atingida por tornado, afirmam especialistas

Moradora registrou em vídeo o fenômeno; prejuízos se concentraram na Linha Flórida.

A área rural de Toledo, no oeste do Paraná, foi atingida na tarde de sábado, dia 6 de Janeiro, por um tornado, garantem especialistas do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) e da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

De acordo com a professora de geografia Karin Hornes, pelo vídeo feito pela moradora Daiana Andreia Muller, é possível identificar algumas características do fenômeno, como o som, que lembra uma cachoeira, a altura que o funil de vento atingiu e o trajeto que percorreu.

O Simepar classificou o tornado como sendo da categoria F1, o mais fraco, com ventos de até 100 km/h.

Ainda no domingo, dia 7, o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Hamilton Nunes, que também analisou as imagens, disse que inicialmente se tratava de um redemoinho, mas que não descartava a possibilidade de ser um tornado, o que deveria ser confirmado com uma análise mais aprofundada e uma perícia no local.

“Tanto o tornado como o redemoinho são fenômenos que se caracterizam pelo ar que gira ciclicamente em forma de cone. Porém, o tornado é um redemoinho com altura e velocidade maiores e com um potencial maior de destruição, ligando a superfície e as nuvens”, observa a professora.

De acordo com ela, imagens de satélite mostram o encontro de uma massa de ar quente vinda do noroeste e de uma massa de ar frio do sudoeste sobre a região no momento em que o fenômeno foi registrado. Os ventos, destaca, chegaram a 179 km/h.

Pela proximidade com a Planície do Chaco – um dos fatores responsáveis pelo aquecimento do ar – os municípios das regiões oeste, sudoeste e noroeste do Paraná são os mais propícios a serem atingidos por tornados no estado, explica a professora.

“Entre 2005 e 2015, temos registrados em vídeo 13 tornados. Isso sem falar naqueles apenas testemunhados pelos moradores.”

Cuidados

Por conta do grande potencial de destruição, os tornados são bastante perigosos. A professora dá algumas dicas de proteção:

  • banheiros são os locais mais seguros para se abrigar
  • evite procurar abrigo em ginásios e galpões por causa dos riscos de desabamento
  • na rua, o ideal é ficar dentro dos veículos
  • jamais siga na direção dos tornados

Destruição

A força do vento, que durou cerca de cinco minutos, derrubou um barracão onde estavam alojados 500 leitões. Os moradores, com ajuda de vizinhos, conseguiram tirar os animais. Apenas dois morreram.

Um galpão onde ficavam as máquinas agrícolas também foi destruído. Mesmo com a força do vento, a casa onde a família de agricultores morava não foi atingida.

Segundo a Prefeitura e a Defesa Civil de Toledo, a destruição foi localizada e se concentrou apenas na região da Linha Flórida. Ninguém ficou ferido.

Fonte: Portal G1 | Foto: Daiana Andreia Muller

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário