Abertura de empresas cresce 30% no ano em Blumenau

Oportunidade de explorar um novo nicho de mercado, necessidade de buscar renda depois de uma demissão ou influência da cultura empreendedora na região. Os motivos que levam os blumenauenses a abrir a própria empresa variam, mas fato é que mais gente decidiu tirar o plano de negócio da gaveta e arriscar. De janeiro a setembro, foram criadas em Blumenau 4.817 novas companhias na cidade, de acordo com dados da Junta Comercial do Estado de SC (Jucesc). O resultado supera a média mensal de 2017 em 30%.

Em Santa Catarina, a abertura de novas empresas também cresceu. O levantamento do órgão estadual mostra um avanço médio de 26,7% na comparação com os resultados de 2017. Para o presidente da Jucesc, Gerson Basso, os números reforçam o surgimento de novas empresas no Estado atraídas pelo ambiente empreendedor que o Estado oferece.

Donizete Böger, coordenador regional do Sebrae no Vale do Itajaí, avalia que a abertura de novos negócios ainda está muito relacionado às necessidades geradas pela crise econômica. Profissionais que perderam o emprego e não conseguiram recolocação e a nova lei da terceirização da atividade fim são fatores que impulsionaram os resultados.

Ainda hoje, de maneira geral, temos mais empreendedorismo por necessidade do que por oportunidade. Há uma tendência de pessoas buscando por autoemprego – diz Böger.

Apesar do cenário adverso, o coordenador avalia que há no Vale do Itajaí uma forte cultura que favorece o movimento. Um levantamento da Praça do Empreendedor aponta que até setembro, o saldo de empresas abertas em Blumenau é de 2.116. Ao todo, há 13.214 negócios em funcionamento na cidade. Rafael Phillipe de Oliveira, diretor do projeto, avalia que o processo de desburocratização ajudou no resultado.

Movimento de retomada no comércio catarinense

Com 852 novos estabelecimentos, Santa Catarina está na vice-liderança no saldo entre aberturas e fechamentos de lojas no primeiro semestre de 2018.

Há uma tendência de recuperação da economia. Apesar de o setor de serviços ainda estar com retomada mais lenta, o número mostra aquecimento – afirma o economista da Fecomércio-SC, Luciano Córdova.

Planejamento e gestão são ingredientes para o sucesso

O empreendedor Caio Fontenelle ajudou a aumentar as estatísticas em Blumenau. Experiente, ele já comandava dois restaurantes em Blumenau quando decidiu investir para abrir o terceiro em maio. Há cinco meses, inaugurou o estabelecimento, com foco em gastronomia natural e produtos sem glúten e lactose.

Há uma tendência mundial de aumento do consumo de alimentos saudáveis e percebi que não havia um restaurante explorando isso em Blumenau. Não é que o mercado estivesse tão favorável, mas vi uma oportunidade – afirma.

Fontenelle diz que a havia uma demanda reprimida na região para esse tipo de cardápio e, por isso, o movimento no restaurante tem sido bom. Mesmo com muita pesquisa e planejamento, o empresário diz que apostou em uma previsão bem conservadora de negócio:

Ninguém quer ser pego de surpresa no meio do caminho.

Ajustes da porta para dentro

Se o cenário externo é igual para todos, a receita é investir em melhorias dentro da empresa. Donizete Böger, coordenador regional do Sebrae no Vale do Itajaí, diz que é fundamental para os empreendedores investirem em planejamento e buscar capacitação:

A empresa precisa primeiro quebrar no papel para depois ser testada no ambiente real. É melhor investir em planejamento e poupar alguns milhares de reais antes de abrir as portas.

De acordo com Böger, as empresas brasileiras têm conseguido melhorar as estatísticas de sobrevivência justamente por apostar em gestão e planejamento. Segundo dados do Sebrae nacional, 76% dos negócios já sobrevivem depois do segundo ano de atividades. Em 2012, o índice era de 62%.

Para o coordenador, o futuro exigirá mais atenção para a automação dos processos e o crescimento nas plataformas digitais. O investimento em ferramentas que atendam essas premissas será fundamental para os empreendedores.

Na próxima segunda-feira, o Sebrae dá início, em Blumenau, às atividades da Semana Global do Empreendedorismo. Este ano o evento terá como tema “Empreendedorismo Jovem: A Hora é Agora”. Os interessados em participar das ações podem consultar a programação das atividades no site www.empreendedorismo.org.br.

 

Fonte: NSC | Foto: Ilustrativa

Nenhum comentário publicado.

Deixe um comentário